Weby shortcut
Professor Roberto Piedade Capa

Professor da FCT é nomeado como superintendente de Ciência e Tecnologia do Estado

Criada em 21/06/18 10:59. Atualizada em 21/06/18 11:06.

Professor da Faculdade de Ciências e Tecnologia/Câmpus Aparecida de Goiânia – UFG, Roberto da Piedade Francisco, foi nomeado como novo superintendente executivo de Ciência e Tecnologia do Estado de Goiás.

Roberto da Piedade é professor do curso de Engenharia de Produção e do Programa de Mestrado Profissional em Gestão Pública na Universidade Federal de Goiás (UFG), Doutor em Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e Pós-Doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Engenheiro Mecânico pela Universidade de Coimbra (FCTUC).

Professor Roberto Piedade 2

Professor Roberto no 19° Workshop Rede Nacional de Pesquisa - WRNP

Como pesquisador, Roberto é colaborador do INESC TEC, de Portugal, onde atuou como bolsista em projetos financiados pela Comissão Europeia, e do INESC P&D Brasil, uma instituição brasileira de ciência e tecnologia. Também atua como Coordenador Executivo do Laboratório de Aplicação e Desenvolvimento de Soluções Tecnológicas (LabTec) da FCT-UFG, líder do Grupo de Pesquisa CNPq Inovação Tecnológica para Operações e Logística - IOL e participante no Grupo de Pesquisa CNPq Sistemas de Produção e Logística - SPL, e possui larga experiência em Engenharia de Produção, onde atuou em empresas industriais como engenheiro e consultor nas áreas de Produção, Logística e Qualidade.

A superintendência na qual o professor estará vinculado está ligada a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de Goiás, e tem como finalidade incentivar a implantação de Parques Tecnológicos e Parques Científico-Tecnológicos no Estado de Goiás.

Os Parques Tecnológicos têm como principal objetivo promover a cultura da inovação, competitividade e capacidade empresarial com vistas ao incremento à geração de riqueza. Reúnem empresas de base tecnológica e instituições de ensino, pesquisa e desenvolvimento, pública e privada.

Com alguns exemplos de sucesso no Brasil, este modelo de arranjo já se encontra na base produtiva dos principais países desenvolvidos e vem se consolidando como importante caminho para regionalização e descentralização do desenvolvimento econômico no Estado de Goiás.

Eles são implantados na forma de projetos urbanísticos e imobiliários que definem áreas especificas para localização das respectivas entidades.

Atualmente são sete os Parques credenciados provisoriamente junto à Secretária de Desenvolvimento Econômico:
• Parque Científico-Tecnológico SAMAMBAIA – Goiânia (UFG)
• Parque Tecnológico INOV@APARECIDA - Aparecida de Goiânia
• Parque Tecnológico TECNOPARQUE - Hidrolândia
• Parque Tecnológico GOIASTec - Catalão
• Parque Tecnológico JK - Luziânia
• Parque Cientifico-Tecnológico JATAÍ TECH - Jataí (UFG Regional)
• Parque Tecnológico Alphaville - Cidade Ocidental